03-08-17

Outra Foda Gostosa da UFF e Cantareira - parte 2.

A conheci na Cantareira de Niterói, ela era estudante da UFF. 
Regina uma universitária de Sociologia da UFF tem um rosto de gaúchas descendentes de alemães. Ela é loira, corpo de quem faz natação com ombros largos e uma bunda grande... Um senhor rabo, bunda muito gostosa, seios também enormes, pele muito branca... Olhos azuis, 1.70m por aí.

TINHA conhecido e transado com Regina naquela noite e estava dormindo na cama do apartamento dela. Acordei lá pelas 3:30 da madruga. Tinha sido uma transa do cacete, Aquela gata toda branca era muito gostosa. Eu levantei e fui ao banheiro mijar, passei pela sala e fui beber água, vi uma foto dela e da amiga que dividia o apartamento com ela... Vi uma conta de telefone na mesa e já peguei o número, não sabia como ia ser quando ela acordasse...
Bem tava voltando pro quarto da Regina, quando vi aquele bundão nu na cama pro alto, pele toda branca. Meu pau fico duro na hora, sentei na beirada da cama e fiquei alisando aquele traseiro gigante, passando os dedos no rego. Fui na sala e trouxe uma almofada grande que ficava lá...Regina dormia bem pesado por causa do cansaço da transa da noite e do vinho que tomamos. ELA NÃO TINHA DEIXDO EU COMER O CU.
Botei a almofada sobre as ancas dela e aquela rabão ficou pro alto, voltei a alisar aquela bunda linda. Beijei, dei umas mordidas, eu tava pelado me ajoelhei de frente e fiquei encostando meu pai no rego daquela brancona gostosa. Nisso vi aquela bucetinha rosadinha, abri um pouco e comecei a provar meti a língua, meti o nariz. Voltei minha atenção para aquela bunda e fiquei pincelando meu caralho naquele rego...Que traseiro grande ela tinha...Abri as nádegas como quem abre uma tangerina e enfie com tudo o caralho naquele cu...ela dormindo fez uma cara de desagrado, eu nem liguei ...Meu TESAO tinha tirado todo o meu bom senso. Fui entrando devagar, aquele cabelo loiro coloquei, na verdade estiquei sobre as costas dela, fiquei enfiando o caralho naquele cu, foi me dando um Tesão.
Tesão, mesmo, aquela bunda grande branca, o cabelo loiro esticado sobre as costas dela e ela dormindo comecei a enfiar, enfiar, enfiar. O tesão foi aumentando...Eu comecei o vai e vem. Ela soltava uns grunhidos, bati nas costas dela devagar, ela estava dormindo. Estava bem tarado e a comia com estocadas bem rápidas e fortes aquele cu e nisso eu a beijava as cotas e puxava aqueles cabelos devagar para não acordar. Vi pelo rosto da dorminhoca que sentia cada entrada que eu dava nela, mas ela tava muito chapada, eu estocava cada vez mais.
Enquanto comia Regina, vi de relance uma pessoa no corredor olhando para a nossa transa, o vulto tinha jeito de ser mulher...Parei a foda e olhei para fora e não vi ninguém, passei pela sala e nada, porém vi uma luz bem fraca no outro quanto que devia ser a amiga de Regina. Eu me despreocupei e voltei pro quarto de Regina, mais ao pensar que a amiga me viu comendo o cu da Regina me deu um tesão do caralho....E o pau ficou que nem uma tora enfiei com toda a força naquele rabo branco e comecei a bombar e dar tapa naquela bunda, nisso Regina acordou, tentou reclamar.
Forcei os braços dela contra o colchão ele ficou numa posição de crucificada e eu enfiando no cu dela e rebolando, ela primeiro ficou me chamando:
“Safado, canalha, você vai para na policia...”.
Mas ai eu rebola com o pau dentro do cu da loira e ela foi ficando mais alegre, voltei a bombar forte naquele buraco gostoso...
“Come safado, come desgraçado” dizia a loirona.
Soltei os braços dela e estocando forte voltei a dar tapa naquela bunda branca, mas dei tanto tapa que ficou vermelho.
Hora enfia no cu direto, hora esfregava o pau no rego até os ovos parecerem, ou melhor, encostarem no cu, dava uma recuada e entrava com tudo naquele cu.
Dei uma olhada para a porta do quarto que eu só encostei e vi agora nítido uma mulher lá fora olhando nossa transa, e esfregando a calcinha com a mão. Desliguei-me e voltei a comer a bunda da Regina com mais força.
Eu comendo a puta da Regina ela virou a cara Me olhava nos olhos e eu nos seus e cada vez enfiava com mais força, ela dizendo:
“Nunca dei o cu meu gostoso, safado, ta bom, ta bom, caralhudo”.
Fiquei a ponto de gozar! Avisei que ia gozar, meio correndo tirei o pau da bunda dela engatinhei na cama e mandei que ela chupasse meu pau... A gulosa na hora pós a boca, e foi arranhando o pinto da base até a ponta da cabeça, lá fez questão de raspar os dentes na ponta do meu caralho...Esporrei e gritando mandei que ela engolisse a minha porra toda, saiu um filete de semen escorrendo no canto da boca da putona.
Ela se deitou na cama ria que nem uma criança. Olhei Os SEIOS DUROS da REGINA. Botei a boca e chupava seus peitões duros. Passei a minha língua neles..Em volta..Nos bicos...Os bicos dos peitos erm bem firmes...Beijei com força...Sugando, ela começou a sentir um tesão e mordeu minha orelha, parei e mandei ela esticar a lingua e tocar o seio... Ela desceu a cabeça e começou a chupá-lo meio desajeitada mais começou, eu levantei a boca dela e beijei, e desci que nem um louco para o seio ameaçava, enchia a mão com ele, mordia os bicos...Fiquei brincando com uma criança com aquilo tudo. Ela respirava mais forte. Enquanto eu os tocava..Segurava-os com as duas mãos.
Regina me tocava o mastro, me punhetava enquanto eu babava nas tetas dela..Estava muito gostoso...
Regina disse que queria sentir o meu pau de novo na xota. Ela se deitou e pediu para come-la na posição papai-mamãe.
Parei, mas, ao contrário do que ela queria, disse que ia comer cu dela de novo, Regina se levantou e disse que não, que eu tinha que fazer o que ela mandava. Eu fiquei muito irritado. Ela foi na direção da porta do quarto levantei rápido e acabei imprensando ela na parede, aquela rabo todo ali... E comecei a penetrá-la enfiei no cu... Entrei nela com dificuldade, pois, ela trancou o cu. Embora estivesse muito afim, ela é o tipo de mulher que quer submissão e não que o cara mande...Abri as nádegas e enfiei. Regina sentiu dor na penetração, fui com muita força mesmo. Ela soltou um forte grito, e trancou meu pinto dentro do rego dela, tirei e coloquei o membro de novo, mas, o pênis não estava entrando com facilidade, nisso comecei a dedilhar o grelinho dela e comia o cuzinho daquela brancona.... Perguntei como estava. E ela agora gemendo disse que estava bom que sentia bem fundo. Disse que meu pau era grande e gritava que nem louca, eu não tinha mais o que despejar de porra nela, só senti aquele orgasmo... Ela pouco depois gozava também.
Pouco depois, já era 4 da manha e ela me pediu para ir embora que os pais dela iam vir naquele dia visitá-la logo cedo, achei que fosse Kaô, mentira, mas me vesti e fui saindo ela me pediu o telefone, eu disse para ela que sempre estava na Cantareira se quisesse me ver era só aparecer lá. Era um sábado já, a Cantareira fica cheia na semana por causa dos universitários. Bem se passou um cinco dias. Na quarta tava num bar da Cantareira, era UMAS 6 HORAS DA TARDE, estava sentado numa das mesas com um colega, quando surge uma rabo colado dentro de uma calça jeans super apertado...Era a Regina, ela me viu e veio falar, eu tinha esquecido como era gostosa a loirona.
Ela chegou sentando já no meu colo, apresentou uma menina que estava com ela...Não reconheci, ela disse que a menina era Ruth, com quem dividia o apartamento.
Ruth não era muito bonita não, morena, cabelo longo porem cacheado, tinha corpo magro, pequena, seio pequeno, bundinha, chamativa, mas, bundinha, muito menor em comparação coma Regina. Ruth estudava História. Ela tinha um olho castanho bem claro quase mel, que era a coisa mais perfeita nela.
Ai foi que lembrei que ela viu um pouca da minha transa com a Regina.
Sentados ali, Ruth começou a entrosar com meu amigo, ficamos bebendo até umas 9 HORAS DA NOITE. Começou a chover então trocamos de mesa para uma lá dentro bem no canto do bar, sentando em duplas de casais um de cada lado da mesa. Enquanto os nossos amigos conversavam, se conheciam enfim, aproveitando que a mesa tinha tolhas longas que iam até perto do chão, Regina começou a me provocar. A Loira Regina sorria safada.
Ela abriu minha braguilha e pôs meu pau de fora...Começou a me punhetar...Cada vez mais rápido, antes que eu gozasse, tirei a mão dela de cima do meu pau. Arrumei a melhor cadeira e comecei a beijar, a fiz sentar no meu colo como ela tinha feito lá fora, só que ainda estava com o pinto de fora, ela sentiu minha pica dura encostando na bunda, no fundo da calça jeans dela.
Ruth viu uns amigos e levou meu amigo para conhece-los. 
Pedi para Regina para gente ir para casa dela, ela disse que não dava já que a amiga estava triste e queria um namorado novo...Eu disse que meu amigo ia se dar bem com ela...Ela morrendo de tesão e chapada de cerveja aceitou na boa...Ela foi lá e falou com a tal Ruth. Voltou dizendo que tudo bem que tinha gostado do meu amigo. Nos levantamos fui falar com meu amigo que ela tava bem na fita dei uma grana para pagar nossa parte e rumei com a Regina para casa dela. Isso ainda era cedo, umas dez horas.
Cara, chegando lá transamos na pressão, até uma duas da manha direto, quando ela caiu no sono, até roncava...
Eu escutei quando a amiga chegou, e veio andando espiou pela fresta da porta do quarto da Regina, fia que estava dormindo, ela com cara de decepcionada deu um suspiro e foi direto pro quarto dela.
Dei uma hora de intervalo e fiquei cismado. Como ela olhou nossa foda, fui lá ver se tava fazendo algo no seu quarto...Na maior decepção olhei, e não, ela tava dormindo...Só de calcinha...Fiquei entusiasmado, ela era SÓ FALSA MAGRA, o seio era pequeno sim, mas a bundinha era gostosinha, redonda dura, cara me deu uma idéia doida e fiquei olhando aquela magrinha ali dormindo... Após verificar que Regina tava no sono de pedra no outro quarto...Encostei na cama da Ruth, puxei a calcinha devagar para ver melhor a bundinha dela. Ai escutei: “Deixa que eu tiro” a magrinha tava acordada, ela tirou a calcinha e num pulo começou a chupar o meu pau que nem uma doida, eu nem pestanejei fiquei empurrando a cabeça dela contra o meu pau... Imediato ela elogiou meu pau na boca, disse que era grosso demais, respondi que chupasse, e que logo ia sentir prazer...Ela enfiava meu pau até a garganta, voltava e passava a língua na cabeça dele, enquanto mexia em minhas bolas, aquilo erra bom demais, aproveitei e comecei a chamá-la de pequena...
Na hora pediu para ser chamada de “vagabunda” e perguntava se ela não era melhor do que Regina...Na loucura ali disse que sim.
Enquanto a tratava como puta, ela enlouquecia e chupava mais gostoso, enlouquecia com aquela putinha magra me chupando, após dez minutos de uma chupeta bem feita, avise que ia gozar, ela abocanhou todo meu cacete, não agüentei e enchi a boca dela de porra, quando ela sentiu a quantidade, tirou a boca e espalhou a porra pelo peito pela barriga...
Ela disse que adora porra quente. Pedi para que ela ficasse de quatro em cima da cama com aquele rabinho gostoso e apetitoso pro alto e fiquei olhando aquela sua buceta, com o dedo médio pude sentir seu vulcãozinho, enfia e tirava loucamente o dedo, parei e enfia dois e continuei, alisava com a outra mão as tetinhas da vagaba. Sua buceta estava encharcada de chegar a escorrer, ela já gemia alto, fiquei brincando com seu clitóris.
Ela começou a gozar feito louca, e pediu meu caralho dentro dela... Pegou uma camisinha e me pediu para vesti-la, pedi para ela por a camisinha na boca e descer vestindo o meu caralho, foi demais.
Quando encostei meu pau na entrada e bem devagar da bucetinha tive a certeza que ela estava adorando, mas só enfiei a cabecinha, e logo tirei forcei as costas dela pro colchão deixando o rabo e sei falar nada enfiei com força no cuzinho dela, ela gritou muito alto, ela pediu para parar, eu nem ai, estocando forte naquele cu lindo. Ela me dizendo que tava doendo, que parasse, e eu nada ficava lá socando aquele cu. E começou a rebolar... Rebolava...Rebolava, ai tirei meu pau e perguntei se queria que parasse? Ela mandou eu continuar, me xingando, eu na hora: “sua Vagabunda, então toma no cu puta”.
Ela disse sim, Poe tudo, Poe gostoso como fez com a Regina. Ela queria sim pau na bunda, ficou com a imagem a da amiga levando no cuzão. Eu enfiava na bunda da gostosa, xingando...
Ela pediu para que eu batesse na bunda,....Enchi a mão naquela rabo moreno. Sentia aquelas pregas se rompendo e ela gemendo como uma putinha, a virei, fiquei sentado ela colocada sentada com a vara atolada no cu e me cavalgando. Ficamos um tempão assim, ela gemendo e pulando sobre meu pau no cu dela, uma hora parava e dava aquela rebolada sobre meu ovos, pau, colo tudo...Virei o rosto dela para mim, beijei bem longo, beijo quente, gostoso, enquanto isso enfiava cada vez mais rápido naquela bunda gostosa, ela falou que tava gozando... Eu enchi o rabo dela de porra quente...escorria até pela perna dela o meu semen. Ela se deitou.
Estava tudo maravilhoso, mas, lembrei da Regina, deixei a Ruth lá e fui ver se a Loirona tinha acordado, nada ela tava lá estirada roncando até.
Voltei ao quarto da Ruth ela estava lá jogada na cama, tudo melado de porra...Perguntei o que ela ia dizer a amiga. Ruth disse que ia inventar que passou a noite com um cara que conhecera naquela noite...Alguém gostoso e pau maravilhoso...Ri da sacana, fiquei cheio de mim e já fui mexendo na buceta dela de novo...
Sentei e fiquei alisando aquela xereca. Já estava ensopada de novo. Ela começou a me punhetar...Assim que ficou duro mandei ela sentar no meu colo de frente para mim foi introduzindo até sentir meus ovos batendo na buceta ela começou...O barulho da bunda dela batendo nas minhas coxas enquanto eu socava a buceta dela foi me deixando doido...Fiquei meio assim de chupar os peitos dela que tavam todo cheio de minha porra...E para disfarçar fiquei puxando o cabelo dela para trás para ela ficar com o pescoço a mostra e dava cada chupão enquanto meu ovos batiam na xota dela... E ela instintivamente começou a rir de satisfação. Terminamos eu exausto já sem porra nenhuma para por pra fora. Levantei-me e fui tomar banho dizendo para ela que ia dormir na cama da Regina, ela não gostou muito mais falou tudo bem....Fui lá tomei meu banho e deitei ao lado da Regina.
Nesta hora Regina acordou, me perguntou por que do banho, eu disse que tava com calor...Ela se juntou a mim, ficamos abraçados e dormimos assim juntos.
De manha acordei e fui indo embora, Regina me levou até a porta, quando a Ruth apareceu, me disse bom dia, enquanto beijava Regina, olhei na direção da Ruth ela deu uma piscadela com o olho, e passou os dedos na boca e depois na xota.
Fui para casa satisfeito.

23:12 Gepost door Pé de Cenoura | Permalink | Commentaren (0) |  Facebook |

De commentaren zijn gesloten.