04-08-17

Nova Foda da UFF e Cantareira - parte 3

Oi marquei de encontrar pela terceira vez a Regina, A conheci na Cantareira de Niterói, ela era estudante da UFF. Regina uma universitária de Sociologia da UFF tem um rosto de gaúchas descendentes de alemães. Ela é loira, corpo de quem faz natação com ombros largos e uma bunda grande... Um senhor rabo, bunda muito gostosa, seios também enormes, pele muito branca... Olhos azuis, 1.70m por aí.
Regina queria ir numa Festa Folia da faculdade de medicina, nos encontramos na porta de um clube onde era a festa, demos um beijo apaixonado como namorados, na hora que encostei o corpo nela meu pau já deu sinal de vida, ela é muito gosta, e ainda por cima tava com uma saia muito curta, após nós nos recompormos, Percebi que ela veio com a Ruth, amiga dela, uma falsa magra de peito pequeno mais uma bundinha apetitosa, mas duas amigas da Faculdade de Sociologia, e dois caras...
Eu tinha comido a Ruth, sem a Regina saber numa noite no apartamento que elas dividiam, a Regina tava dormindo e Ruth me deu mole... Fiquei abraçado a Regina curtindo aquela loira gostosa de bunda enorme e seios grandes...
Vi que Ruth nos observa com os olhos gulosos para cima de mim, pensei que ela ia falar algo ali para a Regina...Apesar de Ruth se gostosinha, eu tava a fim de transar regularmente era coma Regina mesmo. Regina como sempre se atirava no meu pescoço, beijando muito até roçando bem a xota no meu pau. Vi a Ruth com os olhos arregalados para o meu pau....Acho que ninguém percebeu.
Um dos caras que vieram com a Regina e amigas estava tentando dar encima da Ruth, ela foi na onda, entramos na Festa. Estavamos dançando no meio da muvuca, quando senti uma mão na minha bunda já virei para brigar quando vi que era a Ruth. Foi um susto pensei que alguém do grupo tinha percebido ou mesmo a Regina.
Eu e Regina fomos para um canto onde todo mundo tava se pegando de beijo, achei um canto bem escuro, coloquei encostada na parede, meu corpo encobrindo ela para que ninguém visse, sussurrei no ouvido dela que ela ia gozar ali mesmo em pé naquela festa...Ela mordeu meu lábio e já alisou meu pau sob o jeans...Meti a mão sob a saia e puxei a calcinha, pra baixo e a chutei para um canto qualquer...A respiração dela já ficou ofegante. Levantei a sua saiazinha e resolvi dar uma dedada forte na xerequinha dela. Ela abriu minha braguilha e puxou meu pau para fora. No meu ouvido ela disse: Enfia de uma vez só. Nem acabou de falar. Atendi seu pedido, uma forte estocada que ela me disse que até doeu, passada a dor era só prazer, fiquei lá rebolando dentro dela, nisso fiquei apertando aqueles melões gostosos dela, ela mordia minha orelha, ficava lá, e eu estocando direto naquela buceta aveludada que ela tinha... Até que numa ultima estocada ambos gozamos gozei lá dentro... Ela ficou com a perna amolecida, deixando quase o corpo cair, segurei pela cintura parei e beijei com força seus lábios como se estivéssemos apenas namorando, eu beijando com meu pau ficando mole ainda dentro da buceta dela... Com os pés procurei a calcinha dela no chão, puxei para perto da gente, ela buscou sua calcinha tentou limpar a buceta melada com ela, e foi direto pro banheiro feminino. Pus o pinto para dentro da calça e voltei a olhar para a festa, vi Ruth olhando para mim.
Parecia muito chocada, fiquei apreensivo com a reação que ela pudesse ter, ela se virou e foi dançar com o carinha. Não tava gostando do clima, aquela menina ia melar minhas ficadas com a Regina.
Nisso já voltava Regina, ela e eu voltamos a dançar no meio da muvuca. 
Voltamos e ficamos lá curtindo a festa a noite inteira, as amigas, Regina repararam como Ruth bebeu muito, o cara que tava com ela disse que ia leva-la para casa dela. Regina ainda fez de ir com eles, mas eu convenci a deixa-los ir sozinhos. Ao me despedir dos dois, Ruth veio dar aqueles beijinhos de despedida e senti uma roçada do seio dela no meu braço, no meu ouvido ela disse que queria uma foda...e ia tirar a pele do pau do tal CARA.
Eu, Regina as suas duas amigas e outro cara fomos para um quiosque em Boa Viagem, as duas amigas e o cara ficaram conversando num trailler famoso dali....eu e Regina descemos até a praia de Boa Viagem, já eram 4 da madrugada e tava frio, a praia deserta como ela fica num nível abaixo da rua fomos lá e ficamos no escuro, eu já meti a mao dentro da saia dela e fiquei dedilhando o grelinho dela. Ai enfiei os dedos na boceta dela....descobri que ela gostava disso, senti que ela gozou...pois ela amoleceu deixando seu corpo sem sustentação, caindo ajoelhada na areia, ele veio levantando, eu não deixei que ela puxasse meu pau para fora a levantei e fui tirando a saia, vi que ela tava com aquela calcinha toda suja...ela molhou no banheiro da festa e colocou assim mesmo. Arranquei a calcinha, a empurrei numa pedra ali, Regina sem esboçar qualquer reação. Pedi pra que ela se virasse e coloquei 3 dedos na bucetinha dela, ela escorregou e foi para a areia. Ela pediu para que tirasse os dedos e comesse, queria transar logo. Enfiei o pau um pouco com areia, ela reclamou de dor. Meu pau também ficou vermelho...mas, não exitei...comecei a humilha-la, chamava de puta de vagabunda. Eu enfiava com tudo, ela virou a cabeça e olhou meu pau entrando com areia na xota dela. Ela reclamou mais um pouco. reclamou que era ardido, eu colocando e esfolando o pau naquela xota...parei e me levantei puxei a cabeça dela, e mandei ela lamber a porra que começava sair do meu pau... ela abocanhou todo meu cacete,
ela enfia meu pau até a garganta, chupava mais que gostoso, ela ameaçou tirar e eu enfie mais o pau até que saiu aquela porra quentinha, a porra toda deslizando da boca dela, ela não se fez de rogada e começou a colar a lingua em minhas bolas, até botar todo meu ovo esquerdo na boca, passava a lingua nele...cara se tinha algo mais para esporrar saiu... levantei aquela puta e dei um puta chupão mordendo mesmo aquelas tetas dela...
Resolvemos ir para casa, mandei ela ligar para as amigas dizendo que já tínhamos ido...ela disse para que eu dormisse na casa dela...tava cansado e disse que só ia dormir mesmo...ela disse tudo certo...
TIVEMOS uma surpresa na volta para casa de Regina, ouvimos um barulho no quarto da Ruth, Regina disse para irmos dormir...Regina foi tomar banho. 
Enquanto a minha loira ia se lavar, eu curioso tentei olhar o que passava no quarto da morena Ruth, na área tinha um basculante que dava para o quarto da Ruth, quando olhei, ela estava de quarto na cama... Quando vi a cena... Não resisti, meu pau mesmo esfolado ficou duro...
Ela de quatro e o babaca estocando forte, o cara comendo aquela buceta, metendo, metendo, ela gemia e esperneava...tava no final, ele gozou, e caiu de lado, ela ficou um pouco lá...

Eu me recompus, e fui ver Regina, ela tava saindo do banheiro, e foi para a cama... eu disse que ia tomar banho...na água fiquei pensando na transa da Ruth. Quando sai do banheiro olhei para o quarto da Regina, ela tava dormindo, empurrei e nada... aí resolvi ir no basculante ver o que tava rolando no quarto da Ruth...aquela magrinha de bundinha gostosa, Depois de ter sido comida, estava enrolando ainda mais o cabelo encaracolado, as vezes esticando até perto do umbigo... ela se levantou da cama, largou o babaca la e foi beber água. O cara já estava dormindo. A Vi entrando na cozinha, parecia com muita sede.
Cheguei excitado enconstei a Ruth contra a parede tampando a boca da safada, sentindo aquele corpinho pequena e aquela bunda, quando me viu ela ficou calma...abaixei minha bermuda, ela abaixou a calcinha e meti com tudo... Forcei até entrar, quando entrou tudo ela gemia subindo o tom, tampei a boca com a minha mao, resovi forçar, mas dessa vez bem forte, não tive dó daquele cuzinho, dei uma forçada que ela ficou na ponta dos pés colada a parede fria, ela agora roçava as tetas na parede fria da cozinha. Comecei a enfiar e tirar, até que ela começou a relaxar, Soquei fundo o pau cada vez mais forte, ela gemia demais. Continue socando o caralho forte e rápido, foi quando eu senti um liquido escorrendo no meu pau ela tinha acabado de gozar e eu continuei lá bombando o cuzinho dela.
Muito gostosa!! Ia puxando aqueles cabelos lindos e ela rebolando...tirou o pau bem fora ai coloquei tudo de uma vez, forcei mais um pouco, puxando mais forte aquele cabelos cacheados longos enquanto mexia puxei o cabelo dela,Na força pegruntava seu ela gostou de dar pro babaca, ela gemendo, eu continuava a perguntar se ela tinha gostado do babaca... ela respondia que não... me disse gemendo: “DEI, DEI, por que você não me deu bola” Ela disse que adorava meu pau...olhei o rosto dela estava com cara de safada, entre gemidos, olhou na minha direção e fez um SORRISAO DE PUTA ESCANCARADA.
Ela começou a falar que tava gozando várias vezes. Logo percebi que tinha que parar por causa da Regina e do babaquinha que tinha comido Ruth. Fui metendo cada vez mais rápido, maravilhoso, o vai e vem, eu amassando os peitos dela com minhas mãos....até que ela ficou de novo na ponta dos pés e amoleceu. Ruth gozou, disse que nunca tinha sentido tanto tesão, eu estava me segurando. A segurei pelas coxas.
Paramos, ela se abaixou e Ela então lambeu meu pau para limpa-lo. 
Ela então se levantou ficou andando rebolando e dizendo que ia eu tinha que come-la de novo outro dia se não contava tudo para a Regina.
Entrei direto no banho liguei o chuveiro para me limpar mas não agüentei e ainda bati uma punheta lá.
E no dia seguinte acordei e fui na cozinha, la estava Regina e Ruth, sentadas à mesa, tomando um café, na hora fiquei meio sem jeito.
Regina foi pegar um café para mim, e Ruth, antes de sair da sala passou um dedo no short na altura da buceta e passou no meu lábio, quando Regina tava de costas.

Ainda ia comer mais aquelas duas.

23:14 Gepost door Pé de Cenoura | Permalink | Commentaren (0) |  Facebook |

De commentaren zijn gesloten.